Notícias

Prefeitura vai premiar pessoas e organizações que tenham atuação em direitos humanos

A Prefeitura de Manaus, por meio da Comissão Municipal de Organização e Julgamento, formada por secretarias municipais, vai premiar pessoas e organizações que tenham atuado na área de direitos humanos entre os anos 2018 a 2021, com o “1º Prêmio Municipal Direitos Humanos”, que já está com o período de indicação aberto desde quinta-feira, 6/1, e segue até o dia 19/1.

 

O objetivo do prêmio é reconhecer a importância do papel de pessoas físicas ou organizações merecedoras de destaque especial nas áreas de promoção e defesa dos direitos humanos. Ao todo serão 20 categorias distintas. Entre elas: Defensores de Direitos Humanos; Educação em Direitos Humanos; Comunicação em Direitos Humanos; Garantia dos Direitos da População em Situação de Rua; Enfrentamento à Violência; Segurança Pública e Direitos Humanos; Promoção e Respeito à Diversidade Religiosa; Garantia dos Direitos da População de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBTQIA+); Erradicação do Subregistro de Nascimento; Erradicação do Trabalho Escravo, Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente; Garantia dos Direitos das Pessoas com Deficiência; Igualdade Racial; Igualdade de Gênero; Garantia dos Direitos de Comunidades Tradicionais; Cultura e Direitos Humanos; Emergência Humanitária e Calamidade e Fortalecimento das Capacidades Protetivas das Famílias.

A premiação acontecerá no dia 27/1, em solenidade realizada no Teatro Manauara, localizado no Manauara Shopping, na avenida Mário Ypiranga, nº 1.300, bairro Adrianópolis, zona Centro-Sul.

“A data da premiação foi escolhida, pois é alusiva ao Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto, portanto uma homenagem às pessoas que perderam a liberdade e a vida, e que até hoje, os sobreviventes vivem com sequelas. Serão diversas categorias que serão premiadas e a avaliação será feita por meio de uma comissão composta por representante de várias organizações municipais”, declarou a subsecretária de Políticas Afirmativas para as Mulheres e de Direitos Humanos da Semasc, Graça Prola.

A Comissão Municipal de Organização e Julgamento é formada por representantes das secretarias municipais da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), de Educação (Semed), de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi), de Saúde (Semsa), Casa Militar, Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult) e Secretaria Executiva de Proteção e Defesa Civil (SEPDEC).

 

Sobre as indicações

Para concorrer ao prêmio, pessoas físicas e organizações serão indicadas por meio de sugestões recebidas por demanda pública. As indicações poderão ser feitas mediante o preenchimento de formulário no link https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScCmRWXoJHSlf3jEQr5na3mIIzXwXboDjD9QzVlHmMtD_DGRw/viewform?usp=sf_link até o dia 19/1, às 17h.

Além da indicação em meio eletrônico, pode ser feita a indicação em meio físico. A ficha impressa deverá ser entregue em envelope fechado na sede da Subsecretaria de Políticas Afirmativas para Mulheres e de Direitos Humanos, localizada na avenida Ayrão, s/nº, Centro, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

A escolha dos premiados será definida por meio de integrantes de órgãos públicos municipais e com conhecimento das questões de Direitos Humanos no Brasil.

O edital completo pode ser conferido no endereço eletrônico  http://dom.manaus.am.gov.br/pdf/2021/dezembro/DOM%205253%2030.12.2021%20CAD%201.pdf páginas 32 a 34.

— — —

Texto – Fabiana Araújo / Semasc

Fotos – Divulgação / Semasc

Notícias relacionadas