SOS Funeral

Oferece gratuitamente cortejo, remoção, translado fúnebre, doação de urna funerária, isenção da taxa do sepultamento e o atendimento psicossocial às famílias no perfil de vulnerabilidade social e econômica, que não podem arcar com os custos, nos casos de mortes ocorridas em qualquer circunstância no município de Manaus. O serviço funciona 24 horas, todos os dias.

 

Como buscar o serviço?

Pode-se entrar em contato com o SOS Funeral pelos números: 0800 280 8087 /  3215-2649 ou 3631-9983. A solicitação do serviço também pode ser feita na sede da Semasc (Av. Ayrão com Av. Ferreira Pena, Centro).

 

Documentos necessários

É necessário ter originais e cópias do Registro Geral (RG) e Cadastro de Pessoa Física (CPF) do responsável legal do falecido. Os documentos da pessoa que morreu também devem ser apresentados (RG e CPF) com os originais e cópias. A declaração de óbito é um documento exigido e deve-se apresentar quatro cópias e o documento original.

 

Documentação necessária para o cartório

Documentos do responsável: RG, CPF e comprovante de residência (original e cópias).

Documentos do falecido: RG, CPF, Título de Eleitor, certidão de casamento (caso seja casado) ou certidão de nascimento (no caso de solteiros), além da declaração de óbito (guia amarela) e comprovante de residência.

 

Em caso de morte em casa

O familiar responsável deve primeiro realizar um Boletim de Ocorrência (B.O) na delegacia. Depois disso, deve ligar para o Serviço de Emissão de Declaração de Óbito, oferecido pela Semsa, no número 98842-8437. Após isto, deve-se ligar para o SOS Funeral, pois o corpo já estará liberado para o translado com a devida autorização da família. Em casos de Covid-19, segue direto para sepultamento, sem velório.

 

No cemitério

O responsável deve levar todos os documentos para o sepultamento ou cremação na administração do cemitério. É importante citar que caso a família já tenha sepultura, ela deverá ir com o responsável do jazigo na administração do cemitério para os tramites de abertura de sepultura familiar. Caso os familiares não tenham essa espécie de sepultura, o próprio cemitério define o espaço para o sepultamento.